Ciclos de alta da Selic devem impactar financiamento imobiliário em 2022

janeiro 7, 2022

O mercado imobiliário brasileiro, que sofreu ligeira estagnação no primeiro semestre de 2020 em função da pandemia, não encontrou acomodação. Com o isolamento social, a procura pelo lar ideal que pudesse abrigar a família, a escola a distância e o trabalho remoto aqueceu a oferta e a demanda já no segundo semestre de 2020.

De acordo com estimativa da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), o Valor Geral de Vendas (VGV) encerrou 2021 em R$ 99 bilhões no País, o que representa crescimento de 12% em relação ao ano anterior.

No entanto, novas altas da Selic devem impactar o setor em 2022. Na última reunião do Copom em 2021, a taxa básica de juros foi atualizada para 9,25% ao ano, e a expectativa é que continue subindo, a fim de frear a inflação.

Clique aqui para ler a reportagem completa.

Share on Twitter Share on Facebook