Instituições economizam com compartilhamento da gestão de autoatendimento

março 7, 2022

Por Tecban

Aumentar a performance e eficiência, unindo entrega qualificada e redução de custos, virou a receita de muitas empresas para se destacar no mercado. No setor financeiro, uma das principais ferramentas para chegar a esse resultado tem sido o compartilhamento da gestão de operações e processos com parceiros especializados.

A tendência ganhou tração nos últimos anos, conforme muitas instituições direcionaram seus esforços em sua atividade-fim, o relacionamento com seus clientes.

“Grande parte desse contexto se deve à busca contínua do setor financeiro por melhora na qualidade dos serviços e maior foco no relacionamento com seus clientes, com mais eficiência. Ao permitir que cada player foque seus investimentos em seu core business, o ecossistema como um todo ganha, pois os recursos são mais bem aproveitados”, informa a gerente-executiva de produtos da TecBan, Fabiana Oda.

ATMManager

Líder mundial em rede independente de caixas eletrônicos, a empresa desenvolveu o ATMManager, que oferece a experiência e escala do Banco24Horas – seu principal produto – para seus parceiros.

Por meio da solução, a TecBan é capaz de oferecer uma ampla gama de serviços como gestão da rede com monitoração das máquinas, operação de campo, abastecimento de numerário, projetos específicos, implantação da rede e instalações, entre outros, conforme a necessidade dos clientes.

“Como temos expertise de quatro décadas nesse setor, colocamos nossos conhecimentos à disposição do mercado. Assim, ao passarem parte da responsabilidade para nós, os parceiros podem investir seus recursos em outras atividades prioritárias. É uma relação de ganhos mútuos”, explica.

Diferenciais

“O grande diferencial do produto é o fato de ele ser completamente customizável, isto é, os clientes podem contratar nossos serviços de forma completa ou modular, tudo dependendo das necessidades específicas de seu negócio. De fato, manter uma infraestrutura adequada e funcional de terminais de autoatendimento não é simples. Requer um alto investimento na aquisição, processos e mão de obra especializada para sua gestão”, informa a executiva.

Segundo Fabiana, o ATMManager pode gerar uma economia de até 20% ao ano para as instituições financeiras. São recursos que podem ser reinvestidos dentro da nova estratégia adotada pela instituição.

“Assim, o produto permite que as instituições tenham qualidade de serviço para seus clientes, com ganho de escala e eficiência, realizando investimentos muito menores do que o que seria necessário se decidissem gerir toda a infraestrutura tecnológica e operacional por conta própria”.

Share on Twitter Share on Facebook