AGENCIA 99 :: Tecnologia amplia a segurança nas ruas e no transporte por app

por
março 19, 2021

Há 4 anos Paulo Fabrício Guimarães Queiroz da Silva, de 44 anos, circula pelas ruas de Goiânia (GO) como motorista parceiro de aplicativos. Vivemos em um país com um dos maiores índices de violência mundiais e, consequentemente, quem está ao volante, também é vítima desse cenário. “Graças a Deus, nunca tive problemas”. Mas, assim como em qualquer profissão, existe o receito.
Em um comércio, uma opção seria instalar uma câmera e pendurar uma placa com a famosa frase: “sorria, você está sendo filmado”. Já no carro, a solução conta com tecnologia avançada, uma central de monitoramento e uma voz que avisa passageiro e motorista parceiro desde o início que a viagem está sendo gravada.
Diante do contexto da violência nacional, empresas de transporte por aplicativo investem em recursos sofisticados de tecnologia para aumentar a segurança de motoristas parceiros e passageiros. Entre as soluções criadas, que envolvem até mesmo inteligência artificial, a 99 implantou as câmeras de segurança. Os dispositivos instalados nos veículos são interligados com a central de monitoramento, que funciona 24h por dia.
Com uma lente que permite uma maior abrangência da imagem, conhecida como “olho de peixe”, o equipamento captura imagens dentro e fora do veículo e também o som ambiente. Além disso, tem GPS. “Passa uma tranquilidade para todos. Ao escutar a mensagem, muitos passageiros costumam comentar que consideram o recurso importante, pois traz uma sensação de segurança”, destaca Silva.

Segurança e privacidade

Durante a viagem, o motorista parceiro pode acionar o botão de alerta existente na câmera. Com essa ação, a Central de Segurança da 99 é avisada e o equipamento registra, em tempo real, as imagens, que são mantidas em confidencialidade. A lente do dispositivo possui também “visão noturna”, permitindo a gravação até mesmo em baixa visibilidade.Se necessário, a polícia é contatada e as gravações podem ser usadas para auxiliar as investigações policiais.
De acordo com a empresa, todas as imagens registradas durante as viagens ficam armazenadas por um período de dois meses, seguindo todas as determinações de privacidade estabelecidas pela legislação vigente no país, assim como as políticas de privacidade da 99. Com isso, os arquivos são acessados apenas pela polícia, através de ofício, quando necessário.
Os benefícios dos investimentos em tecnologia refletem nos números. Em 2020, o aplicativo registrou queda de 29% em todo o País na quantidade de ocorrências graves na plataforma, por milhão de corridas. Ceará (-60,79%), Pará (-55,22%) e Paraná (-45,75%) apresentaram as maiores reduções. Os números também são expressivos no Rio de Janeiro (-37,62%) e em São Paulo (-13,85%).

Nas cidades

Recursos semelhantes, também, existem em ônibus e metrôs em todo o país, onde as imagens são registradas nos veículos e também nas estações. O mesmo ocorre nas ruas e avenidas. Com o avanço constante da tecnologia, a vigilância frequente nos centros urbanos representa, atualmente, uma contribuição ao trabalho dos agentes de segurança, com o intuito de reduzir a criminalidade.
Diante disso, diversas cidades possuem centrais para a vigilância permanente. Só para citar dois exemplos: Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF), são duas delas. Dados do Atlas da Violência 2020 divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) demonstram que as duas unidades da federação registraram quedas nos números de homicídios em um período de 10 anos, com reduções de 13,3% e 34,7%, respectivamente.
“Hoje, o maior desafio de uma grande cidade é a integração, a articulação. Ter uma visão sistêmica, completa, de vários aspectos, e conseguir uma coordenação de esforços, respeitando a autonomia de cada instituição”, explica Geórgia Ribeiro, diretora do Centro de Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH).
Não é possível afirmar que a melhora nos indicadores está relacionada apenas com o acréscimo das centrais de monitoramento. Entretanto, a evolução tecnológica faz parte das ações implementadas no processo de gestão da segurança pública.

99

Share on Twitter Share on Facebook