Programação

19 de setembro de 2018

Noite das Estrelas reúne novos talentos na Sala São Paulo

A atuação do Mozarteum Brasileiro na formação de jovens músicos ganha capítulo inédito nos dias 8 e 9 de outubro, quando a Sala São Paulo receberá a edição inaugural da “Noite das Estrelas”. Com a elogiada Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro (OAMB), sob regência do maestro titular Carlos Moreno, sobem ao palco cantores e instrumentistas que já se destacaram em intercâmbios, bolsas de estudo e masterclasses chanceladas pela instituição – e hoje despontam de forma promissora no cenário nacional e internacional.
O programa traz árias (parte da música de uma ópera composta para ser cantada ou recitada) e obras consagradas do repertório lírico e sinfônico, contemplando a produção de alguns dos principais compositores dos séculos 18, 19 e 20, como Wolfgang Amadeus Mozart, Giuseppe Verdi e Dmitri Shostakovitch.

Outras perspectivas
Presidente do Mozarteum Brasileiro, Sabine Lovatelli define a ocasião como o fechamento de um ciclo. “Já estive em muitos concursos onde músicos iniciantes recebiam um prêmio em dinheiro e voltavam para casa, sem perspectivas. Nós buscamos um caminho diferente: investimos na formação e os apresentamos ao público quando começam a dar frutos”, comenta.

A soprano Camila Rabelo

Os solistas escolhidos são o sopranista Bruno de Sá, a soprano Camila Rabelo, a mezzo-soprano Marcela Rahal, os tenores Gabriel Henrique Pereira e Ian Spinetti e o barítono Vinícius Costa. E ainda os músicos Geisa Santos, José Batista Júnior (violas), Jesse Reis, Eder Granjeiro (violinos) e Júlio Nogueira (contrabaixo). Os dois últimos também integram a OAMB.
Para Carlos Moreno, que inicia ensaios com a orquestra já na próxima semana e com os solistas a partir de 2 de outubro, as apresentações serão uma vitrine não só para os artistas, mas também para o trabalho de fomento à cultura realizado pelo Mozarteum desde 1981. Em sua visão, o foco durante este período será equilibrar a excelência técnica e o preparo emocional do conjunto. “Compreendemos a importância desta noite e queremos trabalhar especialmente a autoconfiança, para que eles demonstrem sua competência com duas grandes apresentações”, diz.

Projetos para o futuro
Bacharéis em canto pela USP, a mato-grossense Marcela Rahal e a paulista Camila Rabelo foram selecionadas em 2015 para a 1ª Academia Canto em Trancoso (BA), parceria do Mozarteum Brasileiro com a Chorakademie Lübeck, da Alemanha. A experiência, segundo Rahal, resultou em mudança de objetivos. “Percebi que era possível projetar uma carreira internacional”, conta a mezzo-soprano.
Fã de Anna Netrebko e Joyce Di-Donato, ela dará voz à ária Habañera, da ópera Carmen, de Georges Bizet. “É uma obra popular, mas quero interpretá-la expressando a minha verdade como cantora.”
Rabelo, por sua vez, lembra a importância do intercâmbio na sede da escola alemã, para onde rumou em 2016. “Além de todo o aprendizado, pude realizar contatos profissionais que até hoje são
muito valiosos”, resume.
Sua ária na Noite das Estrelas será Si mi chiamano Mimì, extraída de La Bohème, de Giacomo Puccini. A escolha é especial. “Foi meu primeiro papel profissional. É uma honra cantá-la novamente em um palco com tamanha visibilidade. Espero retribuir com o melhor de minha música.”

Com as bênçãos de Penderecki

Eduardo Frigatti

“A ansiedade é imensa”, resume o paranaense Eduardo Frigatti. Ele assina a obra Aquarela Trancoso, cuja estreia mundial abre a segunda parte do programa de Noite das Estrelas. Bolsista do Mozarteum Brasileiro na Academia de Música de Cracóvia, ele teve a oportunidade de estudar com o regente e compositor polonês Krzysztof Penderecki, referência da música contemporânea mundial.
A gravação do concerto na Sala São Paulo, aliás, já está prometida para seu mentor. “Assimilar como ele pensava, escrevia e entendia a música foi transformador”, admite Frigatti, que até então mostrava-se preocupado com a transição entre o término de sua formação e o início da carreira profissional. “Com o apoio do Mozarteum Brasileiro, abriu-se uma janela para que eu pudesse promover meu trabalho e buscar reconhecimento”, conclui.

NOITE DAS ESTRELAS
Dias 8 e 9 de outubro, 21 h
SALA SÃO PAULO
Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elíseos
Ingressos: de R$ 75 a R$ 500
www.mozarteum.org.br

Ver comentários