Cultura

30 de março de 2016

Oportunidades que transformam

Grandes oportunidades podem mudar radicalmente a vida de um jovem estudante de música. E poucas dessas oportunidades são tão transformadoras quanto estudar nas conceituadas academias de música da Europa. Não é tarefa simples, no entanto, conseguir vaga nessas instituições e arcar com custeio. Foi pensando em possibilitar esse tipo de experiência a jovens talentos brasileiros que o Mozarteum criou, em 2004, um programa que promove intercâmbio com inúmeras entidades musicais da Europa e América Latina.

A partir de concorridas audições, os alunos selecionados recebem bolsas de estudo que cobrem inteiramente suas despesas de viagem, hospedagem e alimentação. Graças a essas parcerias,os bolsistas têm a oportunidade única de aprender com alguns dos principais músicos da atualidade, o que significa ingressar numa nova etapa do aprendizado musical.

“Meu primeiro concerto na tão importante Sala Philharmonie foi uma experiência indescritível. Como solista, o famoso violinista Joshua Bell. Na condução, o grande e experiente James Conlon. Tenho trabalhado bastante com o violoncelista Mathias Donderer, que tem me ajudado enormemente, ensinando tudo o que eu preciso saber sobre como tocar em uma orquestra. Quem pode pedir mais?”.

Lucas Martins de Barros Santos, estudante de violoncelo que teve a chance de tocar na
Deutsches Symphonie-Orchester Berlin

“A bolsa do Mozarteum me proporcionou a oportunidade de frequentar quatro cursos como aluno regularmente matriculado na Academia de Música da Cracóvia. Além do estudo destas disciplinas, tive encontros regulares com o compositor e professor Krzysztof Penderecki, que supervisionou minhas atividades e me orientou em assuntos ligados à composição musical”.

João Vitor Bota, jovem compositor

Para estes e tantos outros alunos beneficiados pelas bolsas de estudo promovidas pelo Mozarteum Brasileiro, é uma oportunidade de expandir enormemente seus conhecimentos e experiências artísticas, adquirir excelência no aprendizado musical e conviver e aprender com grandes artistas.

Deutsches Symphonie-Orchester Berlin, onde o aluno Lucas Martins de Barros Santos teve a oportunidade de tocar

Deutsches Symphonie-Orchester Berlin, onde o aluno Lucas Martins de Barros Santos teve a oportunidade de tocar (Foto: Divulgação)

Ver comentários