Filhote de leão torturado por seus captores na Rússia, e depois reabilitado por sete meses, será levado para seu habitat natural em um refúgio de vida selvagem na África

PR Newswire

Simba viajará da Rússia para a Tanzânia no final de novembro. Todos os custos de repatriação serão pagos pela Russian Copper Company após os ativistas dos direitos dos animais apresentarem um pedido de ajuda

URALS, Rússia, 20 de novembro de 2020 /PRNewswire/ — O futuro é brilhante para Simba, o filhote de leão que foi usado como parte do cenário para sessões de fotos na Rússia. O leão estava quase morto quando foi resgatado de um celeiro no Daguestão, Rússia, em março de 2020. Ele foi torturado, ficou debilitado e não podia andar. Moradores locais disseram às autoridades que seus captores usaram o filhote para ganhar dinheiro, cobrando dos turistas para tirar selfies com Simba, e que suas patas foram quebradas para evitar sua fuga. Ele também estava desnutrido e seu corpo estava coberto de feridas. Os relatos do abuso chegaram a ativistas dos direitos dos animais nos Urais. A veterinária, Dra. Karen Dallakyan e outras pessoas conseguiram resgatar o filhote e levá-lo ao centro de resgate de animais sem fins lucrativos da Dallakyan, Fundação SAVE ME em Chelyabinsk, Rússia. Durante sete meses, Dallakyan e sua equipe forneceram tratamento médico e cuidaram de Simba. De acordo com Dallakyan: “Muitas pessoas devotadas trabalharam para salvar Simba. Testemunhar a transformação deste magnífico animal faz com que tudo valha a pena. Estou aliviado e grato que empresas, organizações e indivíduos tenham se unido para permitir que este animal prosperasse em seu habitat natural em África.”

A difícil reabilitação do filhote de leão terminará com uma repatriação única para a Tanzânia no final de novembro de 2020; um esforço que é patrocinado pela Russian Copper Company. Simba será levado para o Centro de Reabilitação de Tripulação de Animais Kilimanjaro em Moshi, Tanzânia, onde viverá em um recinto separado em um centro dedicado a leões reabilitados sob supervisão 24 horas por dia. O leão terá um espaço grande e bonito para perambular.

O porta-voz da Russian Copper Company, Kirill Irkha, declarou: “Quando soubemos da situação de Simba e da necessidade de fundos para repatriar o animal para a África, ficamos felizes em cobrir os custos. O abuso sofrido por Simba é inescrupuloso. O mundo viu Simba recuperar a saúde graças a profissionais e voluntários dedicados. Estamos ansiosos para ver Simba em seu habitat natural e estamos contentes por estamos participando deste processo.” 

Esta é a primeira repatriação oficial de animais selvagens na história da Rússia.

Simba, o filhote de leão, sofreu abusos e quase morreu quando foi resgatado por ativistas dos direitos dos animais na Rússia. Seu corpo estava coberto de feridas e suas patas estavam quebradas.

 

Após receber cuidados médicos na Rússia, Simba se recuperou e agora é um leão lindo e orgulhoso que será repatriado para a África para viver em seu habitat natural. Todos os custos de repatriação serão pagos pela Russian Copper Company.

Vídeo – https://mma.prnewswire.com/media/1339282/Russian_Copper_Company_Simba_Video.mp4
Foto – https://mma.prnewswire.com/media/1339283/Russian_Copper_Company_Simba_Before.jpg
Foto – https://mma.prnewswire.com/media/1339284/Russian_Copper_Company_Simba.jpg

 

FONTE Russian Copper Company

PR NEWSWIRE

Share on Twitter Share on Facebook